Vitória Gabrielly: Em audiência, acusados negam participação no crime


12/04/2019 l Atualizada em - 12/04/2019 às 14:36

FOTO: Gabriel Torres/TV TEM

 

Júlio César Lima Ergesse e Bruno Marcel, acusados de terem participado do assassinato de Vitória Gabrielly, em Araçariguama, foram ouvidos nesta quinta-feira, 11, em uma audiência no fórum de Tremembé. Em pouco mais de uma hora, os dois réus negaram, novamente, o envolvimento no crime.

 

Mayara Borges, acusada e companheira de Bruno, não precisou prestar depoimento, pois esteve presente na audiência em São Roque no mês de fevereiro. Os dois, por problemas logísticos, não participaram e foram intimados a comparecer nesta quinta em Tremembé.

 

Como o caso tramita em segredo, não há informações detalhadas a respeito dos depoimentos dos acusados. Como o processo corre em São Roque, as oitivas vão ser encaminhadas para a Comarca do município. Já com o registro dos depoimentos, o prazo para a manifestação do advogado da família da menina e do Ministério Público será aberto.

 

Logo após o encerramento da audiência, os três foram levados de volta ao presidio, para aguardar o julgamento.

 

Entenda o caso

 

 

Vitória Gabrielly, de 12 anos, foi encontrada morta em um matagal em Araçariguama oito dias depois de seu desaparecimento. A criança havia saído de casa para andar de patins e câmeras de segurança registraram os últimos momentos dela viva. As buscas pela menina mobilizaram todo o país.

 

Os três são acusados, pelo Ministério Público, de homicídio qualificado – motivo torpe, meio cruel onde a vítima não tem nenhuma possibilidade de defesa e, ocultação de cadáver. De acordo com a Polícia, Vitória foi assassinada por engano.

Comentar reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *